CHEGANÇA

Bem-vindo com suas opiniões respeitosas!

terça-feira, 10 de maio de 2011

CONSUMO

Semana passada baixei na Feira da Madrugada, simplesmente porque uma amiga do trabalho comentou que esteve lá, já mostrou a blusinha que usava comprada lá e passou em minutos uma radiografia do que ela encontrou e gostou. Eu, que já fui uma vez (desesperada de curiosidade), jurei que jamais voltaria, mas voltei e me encontrei. Da 1ª vez, levada pela amiga Maristela, embarquei numa excursão que saiu de madrugada... estava achando tudo divertido, até que entupiu de gente, as barracas, dominadas por vendedores chineses, coreanos e primos deles davam aquele atendimento que nem funcionário público concursado, com o pé na aposentadoria, consegue de tão mal atendida que fui. Aquilo foi azedando meu humor de tal forma, que nada me agradou. Pra não dizer que voltei de mãos abanando, comprei um saco de elástico de cabelo que dividi com a Mari. Mesmo assim, depois da jura, decidi voltar... Voltei, mas não de madrugada, e sim no meio da manhã depois de um bom treino de musculação pra liberar serotonina. Comecei a me arrepender logo que cheguei, mas investi no ditado: Já que está no inferno, abrace o diabo e ignorei todos os coreanos e primos deles e achei um item interessante na barraca de um boliviano/peruano todo simpático. Comprei. Partindo daí, tudo que eu vi, virou magicamente interessante (até encontrei coreanos/chineses e adjacentes super simpáticos e galanteadores). Gostei tanto, que com 1/3 da feira desbravada e algumas sacolas na mão, dei meia volta com a forte impressão de que eu estava agarrada ao tal diabo. Adorei redescobrir a feira. DICA: - vá de 6ª feira (informação de barraqueiro) e não tão cedo que já está bem vazio - vá de trem e ande até a feira (no caminho tem muitas lojas e a sensação de ir e vir é impagável) - não deixe pra andar toda a feira e aí decidir o que comprar. O troço é gigante. Você vai esquecer onde estava o que gostou, ou vai estar muito cansada pra voltar. Gostou? Tá podendo? Compre. - guarde um fôlego pra sair da feira pela R. São Caetano, atravessar a Av. do Estado e subir (ainda pela São Caetano) até a R. Cantareira, entrar à esquerda e em pouquíssimos quarteirões, chegar no Mercado Municipal FOFOCA: - nos arredores da 25 de março há alguns itens idênticos aos da feira, porém um tanto mais caros

quarta-feira, 9 de março de 2011

PROTESTO

Por que diabos a cor das legendas de filmes exibidos no cinema passou do amarelo para o branco? Sei que não é recente, mas com a facilidade crescente de assistir filmes em casa, diminui vertiginosamente minha frequência ao cinema e toda vez que vou, me pergunto: por que diabos a cor da legenda dos filmes passou do amarelo para o branco? Ninguém percebe como ficou ruim? Ninguém reclamou? Nada aconteceu? Por que? Aquele branco é invisível, inviável, e pra dar rima, insuportável!!!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

RECEITINHA

Fiz uma receita de granola hoje... hummm. Passei um par de horas debruçada nas receitas da internet até entender o processo, e me certificar que com base naquilo eu poderia fazer isso de um jeito todo meu, porque receita tem que ter (pelo menos na minha cozinha) um it (esse it as vezes dá bem errado).
Pulei cedão da cama, baixei na zona cerealista (Brás - divino andar por lá e o bolso fica felizinho), voltei com meus apetrechos e somei com o que tinha em casa da seguinte forma:
300gr de aveia laminada (flocão)
200gr de flocos de milho (s/ açúcar)
100gr de flocos de quinua
100gr de germem de trigo
2 c. de sopa de gergelim
2 c. de sopa de linhaça triturada
2 c. de sopa de extrato de soja
1 punhadão de castanha de cajú
1 punhadão de amendôa laminada
1 punhadão mega de passas, damasco e abacaxi seco (tudo picado, menos as passas) acho que deu uns 200gr
1/2 xic. de açúcar mascavo e 1/2 de mel e 1 de água
Juntei todos os ingredientes secos (menos as frutas e os flocos de milho). Bati no liquidificador a água com o mel e uma 1/2 dúzia de tâmara que eu tinha. Misturei tudo e coloquei em forma untada de óleo (usei 3 formas, porque a camada tem que ser fina) e assei em fogo baixo por 30' mexendo sempre para soltar e não queimar os grãos. Deixei esfriando e então misturei as frutas secas e os flocos de milho. Ficou genial e rendeu horrores!!!
Minha idéia para a próxima vez é substituir a água por suco de abacaxi.